Category Archives: ONU

Embaixadora na ONU promete “anotar os nomes” dos países que não apoiarem os EUA

Published by:

A nova embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Nikki Haley, disse ontem que tem como mandato avaliar e reformar as agências da ONU. E lançou um alerta para os aliados dos EUA: “Se não estiverem connosco, vamos anotar os vossos nomes, e vamos fazer questão de responder na mesma moeda”. PUB Haley, até agora governadora da Carolina do Sul, sem experiência diplomática, fez estes comentários ao chegar à sede da ONU, em Nova Iorque, para apresentar credenciais ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.
– via PÚBLICO

Geneva Conference on Preventing Violent Extremism

Published by:

“The objective of violent extremists is not necessarily to turn on us – it is for us to turn on each other. Their biggest mission is not the action, it is the reaction. The aim is to divide communities. The goal is to let fear rule. Let this conference – and our unity today – be the ultimate rebuke to that bankrupt strategy.” Ban Ki-moon’s remarks at the Geneva Conference on Preventing Violent Extremism. Read his full speech here – http://ow.ly/10qXaT

https://image-store.slidesharecdn.com/366b7ae2-167b-43bf-9d70-dfefb7741c5e-original.jpeg

Mundo se ilumina de azul para comemorar os 70 anos das Nações Unidas

Published by:

Durante o final de semana, mais de 350 lugares em cerca de 85 países foram iluminados com a cor oficial da ONU. Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Brasília e outras cidades participaram da celebração; Brasil somou cerca de 10% do total de lugares iluminados.

Veja matéria completa em:

http://nacoesunidas.org/mundo-se-ilumina-de-azul-para-comemorar-os-70-anos-das-nacoes-unidas/

Ex-presidente da Assembleia Geral da ONU é preso por corrupção.

Published by:

http://www.istoe.com.br/assuntos/semana/detalhe/438418_ATE+TU+ONU+

“Até tu, ONU! “

por Antonio Carlos Prado e Elaine Ortiz

Foi preso nos EUA, na terça-feira 6, o ex-presidente da Assembleia Geral da ONU John Ashe. Ele esteve no cargo no biênio 2013-2014. A acusação: Ashe teria embolsado cerca de US$ 500 mil em propinas numa transação que visava à construção de um centro de conferências da ONU em Macau. Teria recebido também US$ 800 mil para apoiar outros interesses de empresários chineses junto à ONU.